11 de outubro de 2008

Primavera para canhotos


Soundtrack: Ingrid Michaelson - Keep breathing

Ultimamente me tornei canhota. Tenho usado mais meu lado esquerdo em meus afazeres... Se pensas que tenho escrevido com a mão esquerda, se engana! Tenho utilizado meu coração. E não só porque hoje, ao caminharmos, nossa sombra já não se faz mais uma. Uso meu coração hoje como sei que você também faria. E usando meu coração, faço o que posso pra te entender, mas deixe que eu te ame. Deixe que eu não te ame, ainda que por alguns momentos. Deixe que eu me sinta feliz só por estar ao seu lado. Deixe que eu não queira estar ao seu lado, por não poder me mostrar por inteira. Deixe que eu pense que tinha que acontecer. Deixe que eu não queira assim. Deixe que eu te aceite como cobertor, como neve gelada. Deixe que eu te queira em tudo que você ainda se faz ausente...
Uso meu coração hoje para te falar por palavras. Uso meu lado esquerdo para te sentir, viver... Pois não há porque se colocar uma pedra nos meus sentimentos. Da pedra, logo nasceriam flores, afinal, é primavera. E pra quem realmente tem o coração do lado esquerdo, todo dia é!

3 comentários:

Mariel disse...

vc é perfeita em tudo, varmitcha!
até na hora de escrever :)
te amo muitaozão! i miss you!

Spinelli disse...

E você ainda quer que eu faça poesia... já está feita!
Precisa mais do que já está escrito, da música que já há e do que transborda e toca em teu texto...?
Beijo

Spinelli disse...

I hope you don't mind that I put down in words...
Beijo


Deixe, mas não me deixe

Hoje eu acordei canhota
E te peço que me deixe

Deixe que não te ame
Deixe que te ame
Deixe-me feliz ao teu lado
Deixe-me não querer o teu lado
Deixe-me aceitar
Deixe-me não entender

Deixe que te queira novamente
Onde não estiveste
Onde não estás
Onde não estarás

Deixe que te queira
Cobertor e neve
Deixe
Não te quero pedras
Só te quero flores

Nossa sombra já não se faz uma
Então deixe que te peça
Só hoje
Hoje que acordei canhota
Hoje que é primavera

Não me deixe