20 de maio de 2008

20 mg de verdade!

A verdade é que eu sei de cor todas as suas 26 mensagens... E todos os dias tento lembrar de como era bom o começo de abril. De como era bom ter você presente, em cada momento, em cada plano, pensamento ou ação. De como era bom poder acordar sabendo que o dia ia ser cheio de você. E é incrível como a saudade realmente sufoca. Sinto saudade até quando sinto cheiro de café e de vez em quando sinto seu cheiro até no elevador. Lembro de cada olhar... O de sinceridade, o de sarcasmo, o de sono, o de graça, o de angústia, o de raiva, o de tédio e até o de "queria mesmo te ver". Lembro das brincadeiras, das risadas, do quanto eu ficava feliz com a sua piada mais boba, previsível e repetida. Das visitas em dia de sol e até em dia de chuva. Você havia virado a tal "pessoa que a gente procura e quando menos espera, acha". Em meio a tanta confusão, mentiras, você virou minha verdade. Não só meu apoio, virou meu amigo. Amigo de sorvete, de chocolate, de Two and a Half Man. Amigo de beijar na boca, de fazer cafuné, de sonhar, de passar o fim-de-semana. E de amigo, virou amor... Amor misturado com desejo, pele, cheiro, inteligência, músicas, filmes, carinho. Mas nesse vira-vira, uma hora você virou. De repente, não tinham mais mensagens, não tinha mais procura e acabou sumindo a vontade, o gostar de mim... E entre sumiços e aparecimentos, não dá pra se competir.
Talvez toda essa história seja complicada demais pra você querer entender. E seja mais fácil acreditar que não vai dar certo. Talvez o erro começou por mim e passou pra você e voltou pra mim e passou pra você... E acabe em alguém. Só quero que você saiba que por mais que eu queira que tudo isso acabe, não acabou. E não minto: sinto raiva do quanto as coisas parecem simples pra você... Ou vai ver, sempre foram. Não digo que preciso de você pra viver, porque não é assim também. Mas digo que com você, tudo seria melhor, bem melhor. Vou esperar! Talvez, involuntariamente, tudo isso mude e eu pare de (querer) chorar.
Mas ninguém... Ninguém sabe a falta que você me faz! E ninguém sabe o quanto eu te quis só pra mim.



quem sabe um dia você leia isso... (:

4 comentários:

Letícia disse...

Caah tô beje, eu me coloquei no lugar da personagem e sentí tanto por ela, uma tristeza..espero que não seja vc!
te amo demais viu neguinha
te amo!

Anônimo disse...

muito foda!

Anônimo disse...

eu sempre leio... =)

Anônimo disse...

Li hoje de novo!